Diario de Cuiabá

Sábado, 01 de Agosto de 2020, 10h:15

STF manda soltar conselheiro acusado de jogar cheques no lixo

Waldir Teis foi preso no dia 1º de julho, depois de ser flagrado, em vídeo, descendo 16 andares para descartar provas

Da Redação

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Waldir Teis, ganhou a liberdade por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, concedeu habeas corpus ao conselheiro na noite de sexta-feira (31), estabelecendo que ele cumpra prisão domiciliar.

Waldir Teis foi preso no dia 1º de julho, depois de ser flagrado, em vídeo, descendo 16 andares do prédio onde funciona seu escritório, para descartar provas.

O pedido de habeas corpis foi pelo escritório do advogado Rodrigo Mudrovitsch.

A decisão foi proferida na noite de ontem (31). Falta a expedição dos ofícios para que o conselheiro deixe a cadeia.

A ordem para a prisão de Teis, em julho, foi dada pelo ministro Raul Araújo, relator da Operação Ararath no Superior Tribunal de Justiça (STJ), e teve como base relatório da Polícia Federal.

O fato ocorreu no dia 17 de junho, mas a prisão só foi cumprida no dia 1º de julho.

Em 17 de junho, cumprindo as medidas cautelares autorizadas pelo STJ, policiais federais e membros do MPF estiveram em 19 endereços ligados aos investigados da Operação Ararath.

Nas buscas, no escritório do conselheiro do TCE, no Edifício Maruanã, na Avenida do CPA, um agente da PFl flagrou Teis tentando destruir cheques assinados em branco e canhotos de cheques, jogando-os na lixeira do prédio, depois de descer correndo 16 andares de escada.


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br