Diario de Cuiabá

Terça-feira, 20 de Outubro de 2020, 00h:00

Paciente denuncia ter sido estuprada em UTI do HMC

Segundo a vítima, ela teria sido abusada por um funcionário da equipe de saúde que estava de plantão na unidade

Da Reportagem

Uma mulher de 45 anos denunciou ter sido vítima de estupro em na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Segundo a vítima, ela teria sido abusada por um funcionário da equipe de saúde que estava de plantão. O crime ocorreu na madrugada de sábado (17), mas a investigação foi divulgada na manhã desta última segunda-feira (19).

Após a denúncia, a direção do HMC afastou todos os profissionais do sexo masculino que compõem a equipe e estavam no plantão. A vítima não teve o divulgado e teria se dado conta do abuso quando acordou com sangramento e secreção na vagina, semelhante a sêmen. Imediatamente, ela chamou o médico e a polícia foi acionada. Nisso, equipes da Polícia Civil e da Militar estiveram na unidade e ouviu funcionários da unidade de terapia intensiva e a denunciante.

Por meio de nota, a direção do hospital informou que onde a paciente estava internada havia uma equipe de plantão composta por cinco técnicos de enfermagem, um fisioterapeuta, dois enfermeiros, um médico e um supervisor que cuida de todas as UTIs. Após o ocorrido, a paciente está tendo acompanhamento psicológico e recebeu as medicações indicadas no protocolo para este tipo de situação.

"A diretoria do HMC, assim que soube da situação, chamou imediatamente a polícia, que esteve no local e colheu informações para investigar o caso e está à disposição para colaborar com o que for necessário nas investigações”, destacou em nota. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. E, embora todos os homens que trabalhavam no plantão tenham sido afastados das funções, a polícia já tem um principal suspeito.


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br