Diario de Cuiabá

Sábado, 28 de Novembro de 2020, 22h:22

Morre Dom Bonifácio Piccinini, aos 91 anos

Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Cuiabá estava em Mato Grosso desde 1975

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Morreu na noite deste sábado (28) o Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Cuiabá, Dom Bonifácio Piccinini, aos 91 anos.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa desde a última segunda-feira (23), após apresentar oscilações na pressão arterial.  

Segundo o padre Deusdedith Almeida, dom Piccinini, apesar da idade avançada, estava completamente lúcido e, até antes da pandemia, vinha rezando missa. “Celebrava missa comigo na paróquia Coração de Jesus, toda quarta-feira ele estava lá, mas, muito idoso, como é grupo de risco, se recolheu para evitar contágio”, disse.  

O arcebispo de Cuiabá lamentou a morte de Piccinini: "Este seu advento no paraíso é o seu Natal com Deus. Principalmente a Arquidiocese de Cuiabá sentirá falta do seu devotamento vividos em tantos anos no nosso centro-oeste. Se não temos palavras para expressar o nosso pesar junto aos seus Familiares especialmente… a certeza de que a sua lembrança será sempre viva nos confortará no nosso caminhar".  

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes também lamentaram o falecimento do arcebispo emérito. O governador decretou luto de 3 dias pelo falecimento do arcebispo.

"Recebemos a notícia com grande pesar. Perdemos hoje um homem que fez a diferença com suas ações e sua fé. Ele sempre foi um exemplo para todos nós", afirmou o governador e a primeira-dama.  

Piccinini entrou para Igreja, aos 20 anos, em 1948, em Turim, na Itália. Ao ser ordenado bispo, em 1975, usou como lema "fazer o bem aos pequeninos".

Natural da cidade de Luiz Alves, Santa Catarina, onde nasceu no dia 13 de maio de 1929, o católico chegou a Mato Grosso em 1975, aos 46 anos, quando tornou-se Arcebispo Coadjutor com direito à Sucessão de Dom Orlando Chaves em Cuiabá. Ele foi nomeado Arcebispo Metropolitano em 1981 e deixou o posto em 2004, quando passou a ser Arcebispo Emérito e foi substituído pelo atual arcebispo, dom Milton Antônio dos Santos.


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: diariodecuiaba.com.br