NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020
POLÍCIA
Segunda-feira, 03 de Outubro de 2016, 19h:48

CRIMINALIDADE

Homem separa briga e é morto por isso

Rodivaldo Ribeiro
Da Reportagem
Um homem de 52 anos, trabalhador da feira do Porto, em Cuiabá, resolveu tentar apaziguar uma briga ocorrida sábado (1º) à tarde. Como recompensa, levou um tiro e acabou morrendo na madrugada de domingo (2), depois de algumas horas internado no Pronto-Socorro de Cuiabá. A vítima foi identificada como Maurício Dias Amorim. Segundo informações de testemunhas à Polícia Militar quando da feitura do boletim de ocorrência, tudo começou num dos vários restaurantes localizados fora da área de bancas de comida, frutas, legumes, hortifrutigranjeiros, temperos, carnes, peixes, raízes, folhas e diversas outros produtos. O assassinado percebeu uma confusão e pensou que o melhor seria fazer o certo: tentar conscientizar as pessoas de que violência gratuita não vale a pena. Só não sabia que, minutos depois de o entrevero aparentemente ter amainado, o filho de um dos envolvidos voltaria armado ao lugar e resolveria colocar fim à história dele. Acionada, a Polícia Militar foi ao local e saiu em rondas nas imediações e toda a região do Porto e bairros Verdão e Cidade Alta, à procura do assassino, mas ele não foi localizado. Agora, a investigação segue por conta da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). AMEAÇA À ESPOSA -- Um homem de 55 anos ameaçou a esposa e dois filhos com uma faca de cozinha domingo (2) à noite no bairro Planalto, em Cuiabá. Não contente, ainda agrediu um policial militar que foi até a casa dele, que estava completamente bêbado, para impedi-lo de tirar a vida da própria família. Segundo o relatado no boletim de ocorrência, J.S.S, 55 anos, ameaçava a esposa A.S.S., 46 anos, a filha deles dois, T.S.S., 20 anos, enquanto esta segurava um bebê de colo, neta do agressor, e o outro filho dele, de 27 anos. Acionada a PM chegou para tentar parar o crime em andamento. Foi quando J.S.S. entrou numas de dar com um cabo de vassoura no policial. Foi contido, deitado ao chão, algemado e levado à Central de Flagrantes. Agora vai responder por seus atos na justiça.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL