NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 11 de Julho de 2020
POLÍCIA
Quinta-feira, 03 de Novembro de 2016, 20h:05

GEFRON

Novos policiais aprendem técnicas de abordagem

A abordagem de pessoas e veículos é uma das principais atividades desenvolvidas pelos policiais que atuam no Grupo Especial de Fronteira (Gefron). “Nem sempre a ação é tranquila. O preparo técnico é necessário”, disse o major PM Luiz Marcelo da Silva, coordenador do Curso de Policiamento de Fronteira (CPFron). A capacitação, que prepara 39 policiais para o trabalho na região de fronteira, teve nesta terça-feira (01.11) mais uma etapa, desta vez focada nas técnicas de entrevista e abordagem. Na parte teórica, foram apresentados métodos de conversação e entrevista de suspeitos. Na etapa prática, os alunos foram divididos em três grupos e um cenário foi montado no pátio da base de Porto Esperidião (cerca de 400 km a Oeste de Cuiabá). Na simulação, os participantes treinavam abordagens. Três alunos dentro de carro agiam como suspeitos. Outros verificavam documentação das pessoas e dos veículos. Ao longo da simulação, os alunos recebiam instruções a respeito da atitude da equipe diante de suspeitos, do posicionamento seguro de cada um durante a abordagem, da atenção ao perímetro e da atuação em equipe. Com os olhos atentos às instruções, o soldado PM Samer Liandro reconheceu a importância do treinamento específico. “As orientações são excelentes e nos deixam confiantes em garantir qualidade no nosso trabalho”, afirmou. O módulo sobre técnicas de entrevista tratou sobre a necessidade de um minucioso levantamento de informações após a abordagem ou constatação de envolvimento com algum delito. Conhecer a área geograficamente, a vegetação e a rotina da região são informações que contribuem com o desempenho do policial. “Se o policial estiver preparado para as entrevistas, as perguntas serão mais incisivas e a apuração mais eficiente”, explicou o responsável pelas atividades, major PM Willyam Becker. Os alunos também receberam orientações para agir em situações de confronto durante abordagem. A instrução prática foi realizada em uma região de mata aberta conhecida como “tabuleta”.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL