NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
POLÍCIA
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019, 17h:13

HOMICÍDIO

PM prende suspeitos de assassinato de jovem em Castanheira

A Polícia Militar (PM) prendeu dois suspeitos do assassinato de uma jovem de 22 anos e da tentativa de homicídio do irmão dela, no município de Castanheira (780 quilômetros de Cuiabá). Alex do Ouro Silva, 31 anos, e Wagner da Silva Ramos, 19, foram presos em flagrante delito durante barreira montada pela PM na MT-170, sobre a ponte do Rio Vermelho. Raquel Meira Duarte foi morta a tiros. O irmão dela, Gabriel Meira Duarte, 18, não chegou a ser atingido, apesar dos diversos disparos feitos na direção dele, enquanto corria, conforme relatou aos policiais. À polícia, ele disse que se escondeu em uma área de mata, onde permaneceu por quase cinco horas até sentir-se seguro e confirmar que os suspeitos não estavam mais no local. “Aí pediu carona em um ônibus de linha até retornar a cidade e comunicar a polícia e a família”, informou a PM. Segundo informações da polícia, os suspeitos estariam fugindo na direção da cidade de Juruena, que fica a 100 quilômetros de Castanheira. A motivação dos crimes não está esclarecida, porém sabe-se que as vítimas saíram com os suspeitos com a finalidade de buscar uma motocicleta na estrada da “linha Novo Horizonte”, um serviço que seria recompensado com porções de droga, conforme boletim de ocorrência. A PM teve de vasculhar uma grande área de mata para localizar o corpo de Raquel Duarte, já que ela também havia tentado fugir correndo ao perceber que atirariam nela. Ao ser preso Wagner Ramos declarou que pilotou a moto até o local combinado, mas quem atirou foi Alex do Ouro. Com os suspeitos presos a PM apreendeu um revólver, seis munições, porções de droga e R$ 100. Eles foram entregues à Polícia Civil. Conforme apurou o 8º Comando Regional da PM, unidade a qual está vinculado operacionalmente o Núcleo de PM de Castanheira, o suspeito Wagner possui passagem criminal em Várzea Grande por associação ao tráfico, de 2016. Teria sido preso diversas vêzes por atentados contra ônibus e patrimônios públicos.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL