NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 28 de Fevereiro de 2021
POLÍCIA
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2021, 08h:31

FALSIDADE IDEOLÓGICA

Polícia investiga mulher que se passava por médica em hospitais da Capital

Em depoimento, ela disse que tem familiares com esquizofrenia e está se tratando com uma psicóloga

Da Redação
Divulgação
A mulher foi detida por policiais da Delegacia de Defesa do Consumidor

Uma mulher que se passava por médica em hospitais de Cuiabá foi abordada pela Polícia Civil, na segunda-feira (22), em ação da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon).

No momento da abordagem, a jovem, de 19 anos, estava vestida de jaleco branco e se apresentava como médica pediatra para pacientes e médicos, em um hospital localizado no bairro Santa Helena, em Cuiabá.

Os policiais da Decon acompanhavam a movimentação da mulher há alguns dias e conseguiram informações de que a jovem se apresentava como médica formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e dizia que trabalhava em unidades de saúde como Hospital Metropolitano, Hospital Geral e Hospital Júlio Muller.

Em uma rede social, a jovem postava fotos com jaleco e protetor facial, se apresentando como profissional da Saúde, além de marcar médicos e hospitais e pedir a Deus que fizesse das mãos dele as suas.

As investigações também apontaram que a jovem esteve na cidade de Juína (735 km ao Norte de Cuiabá), há alguns dias, ocasião em que novamente se passou por médica, conversando com pacientes e médicos.

Segundo o delegado da Decon, Rogério Ferreira, ao ser ouvida na Polícia Civil, a mulher disse que passou a fantasiar que era médica, após ter namorado um advogado e fiz isso para não ficar por baixo do seu ex.

“Durante a oitiva, ela disse que tem familiares com esquizofrenia e está se tratando com uma psicóloga”, disse o delegado.

As investigações continuam para apurar se a mulher apresentou documentos falsos em hospitais ou clínicas de Cuiabá ou de Juína, e se ela chegou a atender pacientes ou a cobrar para prestar serviços na área da saúde ou influenciar no atendimento de doentes em hospitais.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Qual o melhor modal de transporte público para Cuiabá e VG?
Prefiro o VLT
O BRT é melhor
Nenhum dos dois
Deveriam melhorar o atual sistema de ônibus
PARCIAL