NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 12 de Julho de 2020
POLÍCIA
Quarta-feira, 02 de Janeiro de 2019, 17h:16

MORTE NO POSTO

Polícia prende autor dos disparos e rapto em Ponte e Lacerda

Após ter sido sequestrado pelo pai José Antônio de Assis no sábado (29), o filho de quatro anos de Larícia Melhorança Reyes, de 36 anos, está sob a guarda da avó paterna e da tia, que mora na zona rural de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. José Antônio sequestrou a criança após fugir de Cuiabá. As câmeras de segurança de um posto de combustíveis da capital flagraram o momento em que ele desce de um carro ao lado do veículo em que a ex-mulher estava com o atual namorado dela, puxa ela e atira várias vezes em Roberto Lemos dos Santos, de 50 anos, que morreu no local. Em seguida, José Antônio fugiu levando Larícia como refém. Ele abandonou a ex-mulher e o carro próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Pontes e Lacerda. Segundo a titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jannira Laranjeira, a decisão de entregar a criança aos cuidados da família paterna foi tomada após José Antônio de Assis resistir à prisão e dizer que só iria se entregar se o filho ficasse com a família dele. "Ele resistiu à prisão, fez reféns e, ao negociar com o delegado de Pontes e Lacerda, ele concordou em entregar momentâneamente a criança à avó", afirmou. A delegada ainda explicou que a mãe da criança pode ter a guarda da criança. Em Pontes e Lacerda, José Antônio foi autuado por sequestro, cárcere privado e porte ilegal de arma. Na instância de Cuiabá, José Antônio deve responder por homicídio e sequestro. CRIME – No sábado (29), José Antônio parou em um posto de combustíveis da capital, ao lado do veículo onde estava a ex-mulher e o atual namorado dela. No momento seguinte, ele sai do carro onde estava e dispara contra Roberto, que morreu no local. José Antônio ainda obriga a ex-mulher a entrar no carro e foge em seguida. Segundo Larícia, no percurso o ex-marido a agrediu várias vezes, com socos e tapas no rosto e na cabeça. Ele também a agrediu verbalmente com xingamentos e ameaças. Ela foi libertada em uma rodovia em Pontes e Lacerda no sábado mesmo.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL