NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020
POLÍTICA
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2020, 16h:50

APOIO & CARGO

Ex-vice França é convidado para atuar em eventual gestão de Abílio

Vereador Marcelo Bussiki, que anunciou apoio a candidato, é convidado para staff por antecipação

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
Secom/Câmara de Cuiabá
O vereador Marcelo Bussiki, que recebeu convite para participar de uma eventual gestão de Abílio Júnior

O vereador Marcelo Bussiki (DEM), que disputou a eleição majoritária como candidato a vice-prefeito na chama do ex-prefeitor Roberto França (Patriota) deverá fazer parte do primeiro escalão municipal, caso o vereador Abílio Junior (Podemos) vença o segundo turno das eleições na Capital, contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que busca a reeleição. 

Durante a sanatina "Indústria e Candidatos", realizado pela Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), na tarde desta quarta-feira (18), Abílio revelou que já fez o convite a Bussiki, tendo em vista o seu perfil técnico.  

“Eu sou fã do Marcelo. É o vereador mais técnico da Câmara Municipal, e eu gostaria muito... E eu fiz o convite pra ele. Está analisando, vai conversar com a família dele. Eu falei que ele é a pessoa mais técnica para ajudar na gestão nesse sentido, e ele topou. Agora, se ele vai participar do Governo em algum cargo, participar sendo conselheiro de uma forma indireta, caberá a ele decidir. Ele tem sua vida pública e tem sua vida técnica, ele é servidor do Tribunal de Contas e ele vai ter pensar o que vai fazer”, disse Abílio. 

De acordo com o vereador do Podemos, o democrata iria auxiliar, principalmente no que tange à transparência das questões orçamentárias e ações públicas.

“Hoje, estamos com o melhor cara para falar disso no Estado de Mato Grosso: Marcelo Bussiki. É quem colocou o Portal da Transparência de Cuiabá entre os dez melhores do País, quando participou da gestão”, completou. 

Marcelo Bussiki é vereador de primeiro mandato e, assim como Abílio e Felipe Wellaton, fez parte da bancada de oposição ao atual prefeito.

O democrata, inclusive, foi o autor do requerimento que deu origem à CPI do Paletó. 

O “acordo” com Bussiki foi revelado por Abílio quando ele foi questionado sobre transparência na gestão.

O parlamentar ainda aproveitou a oportunidade para alfinetar o seu adversário, Emanuel Pinheiro. 

Segundo ele, a transparência das ações públicas ocorrerá por meio da publicidade da informação.

“Um exemplo claro é a propaganda do nosso adversário, que mostrou a cidade mais bonita do mundo, sem problema de Saúde, Educação ou transporte público. A população falava: 'Só pode ser mentira'. A transparência vem da rede social: quando você quer dar transparência, dê mesmo. Mas a mentira não sobrevive na rede social”, disse Abílio Júnior. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL