NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
POLÍTICA
Terça-feira, 14 de Julho de 2020, 08h:14

MOVIMENTO

Personalidades levam à Câmara pedido de impeachment de Bolsonaro

O documento de 133 páginas conta com o apoio de nomes como o cantor Chico Buarque, o ex-jogador Walter Casagrande, o economista Bresser-Pereira e o padre Júlio Lancellotti.

MÔNICA BERGAMO
Da Folhapress - São Paulo
Divulgação
O ex-jogador e comentarista Casagrande é um dos que assinam a lista

Um novo pedido de impeachment que acusa o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de praticar crimes de responsabilidade será encaminhado nesta terça (14) ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O documento de 133 páginas conta com o apoio de nomes como o cantor Chico Buarque, o ex-jogador Walter Casagrande, o economista Bresser-Pereira e o padre Júlio Lancellotti.

Numa extensa lista de supostos crimes de responsabilidade praticados pelo presidente, o pedido de impeachment cita ataques contra a imprensa, direcionamento ideológico de recursos no audiovisual, más condutas na área ambiental e atuação falha do governo durante a epidemia de Covid-19.

"As políticas de saúde foram severamente afetadas pela atuação criminosa de Jair Bolsonaro. Além da desarticulação do Sistema Único de Saúde (SUS), que já vinha sendo posta em prática no primeiro ano de gestão, a pandemia da Covid-19 escancarou o desprezo do atual governo pela proteção à saúde da população", diz o texto.

O documento conta com a adesão das entidades Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento Negro Unificado (MNU), União Nacional dos Estudantes (UNE), Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), ISA - Instituto Socioambiental, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT) e Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

A iniciativa solicita a suspensão das funções presidenciais de Bolsonaro e que ele seja submetido ao julgamento de impeachment, a fim do qual seja destituído do cargo e perca o direito de exercer funções públicas.

Veja, abaixo, a lista de signatários do pedido de impeachment:

Chico Buarque de Hollanda
Deborah Duprat
Mauro Menezes
Kenarik Boujikian Felippe
Eduardo Alvares Moreira
Caroline Proner
Padre Júlio Renato Lancellotti
Fernando Gomes de Morais
Iago Montalvão Oliveira Campos
Laís Bodanzky
Lucélia Santos - Maria Lucélia dos Santos
Herson Capra Freire
Dira Paes - Ecleidira Maria Fonseca Paes
Gregorio Byington Duvivier
Marlui Nobrega Miranda
Susana Mara da Silva Lira
Olivia Byington
Carlos Henrique Latuff de Souza
Paula Villela Barreto Borges
Walter Casagrande Junior
Marta de Souza Sobral
Vera Helena Bonetti Mossa
Juca Kfouri - José Carlos Amaral Kfouri
Milton Rodrigues Leite
Maria Clara Salgado Solberg
Ana do Amaral Mesquita
Marcelo Giatti Tieppo
Vitor Mauricio Ruiz Guedes
Marcos Antonio de Oliveira Teixeira
Franklin Siqueira
Carlos Orletti
Ludimilla Santana Teixeira
Patrícia Pontes Zaidan
Gisele Figueiredo Silva
Luciana Boiteux
Rita Maria de Miranda Sipahi
Dora Aparecida Martins
Lenora Canini Avila
Maria das Dores do Rosário Almeida Durica Almeida
Zuleica Campagna
Janete Maria Góes Capiberibe


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Elcionei Henrique de Oliveira  14-07-2020 10:47:19
Teria tudo para acontecer se esse presidente não estivesse rodeado de anjos protetores do chamado centrão de onde ele sempre foi hospede. Torço para dar certo mas vejo esta barreira "BLINDAGEM" no meio do caminho. É ver o filme repetido como no desgoverno do Themer e no final todos nós assistimos o grandioso banquete servido com enorme pizza recheada de letrinhas com as iniciais dos deputados que encheram os bolsos. Assim é este país infelizmente.

Responder

0
0



ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL