NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
POLÍTICA
Sexta-feira, 27 de Março de 2020, 00h:00

PANDEMIA

Vereadores de Cuiabá analisam abrir mão de VI

Diante da pandemia do novo Cornavírus (Covid-19), os vereadores por Cuiabá analisam a possibilidade de vir a abrir mão de sua verba indenizatória durante o período de quarentena, decretado a fim de evitar a proliferação do vírus.

Alguns vereadores, inclusive, se adiantaram e já anunciaram que não pretendem receber o benefício os vereadores Orivaldo da Farmácia (PP), Renivaldo Nascimento (PSDB), Luis Cláudio (PP), Diego Guimarães (PP), Felipe Wellaton (PV), Marcelo Bussiki (PSB), Ricardo Saad (PSDB) e Misael Galvão (PTB), presidente do Parlamento Municipal.

Cada parlamentar recebe mensalmente a quantia de R$ 15 mil referente à remuneração, e R$ 18,9 mil a título de verba indenizatória.

Em comunicado oficial divulgado nesta quinta-feira, dia 26, o Legislativo Cuiabano anunciou que liberou os vereadores para definir como proceder com relação ao benefício.

"Ficará a cargo de cada vereador abrir mão ou não do recurso recebido mensalmente a título de verba indenizatória, podendo o parlamentar optar por fazê-lo integral ou parcialmente", diz trecho do informe.

Ainda conforme a nota, o montante que for renunciado será destinado ao Executivo Municipal para investimento em ações ao combate do Coronavírus.

A Assembleia Legislativa também adotou o mesmo sistema durante este período Na prática, cada parlamentar poderá renunciar o valor que achar conveniente. Conforme o presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho (DEM), não foi estabelecido nenhum valor específico.

Paralelo a isso, ambos os poderes tem buscado contribuir com o Executivo a fim de evitar a proliferação da doença. A Câmara de Cuiabá suspendeu algumas ações, o que possibilitou a destinação de R$ 2 milhões para serem investidos em ações de combate ao vírus.

Já o Parlamento Estadual abriu mão de R$ 30 milhões, que foram economizados do duodécimo, para que a Secretaria de Saúde do Estado invista no combate ao novo coronavírus.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.



ENQUETE
A quem interessa a rixa entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro?
Ao governador do Estado
Ao prefeito da Capital
Aos grupos políticos que miram as eleições de 2020
Isso só prejudica a população em geral
PARCIAL