NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 14 de Julho de 2020
Primeira Página
Terça-feira, 01 de Novembro de 2016, 19h:51

TRANSIÇÃO

Emanuel e Mauro Mendes se reúnem amanhã

Prefeito eleito e o atual darão início ao processo de transição na prefeitura de Cuiabá

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
O prefeito eleito Emanuel Pinheiro (PDMB) se reúne com o prefeito Mauro Mendes (PSB) na tarde desta quinta-feira (3) para dar início ao processo de transição. Apesar de já querer dar início ao procedimento, o peemedebista afirma que ainda não definiu quem fará parte da sua equipe de transição. No entanto, alguns nomes já estão sendo cotado como, por exemplo, do ex-senador Osvaldo sobrinho, que atuou fortemente na campanha do parlamentar tanto no primeiro quanto no segundo turno. Já Mauro Mendes escolheu o vereador eleito Gilberto Figueiredo (PSB) para coordenar a sua equipe de transição. O socialista já foi secretário de Educação do município e hoje ocupa o cargo de secretário-adjunto de Assuntos Estratégicos. "Na quinta-feira será a nossa primeira reunião. Eu e o prefeito Mauro Mendes vamos receber o prefeito eleito Emanuel e provavelmente alguém que também irá coordenar a sua equipe de transição", disse ontem Gilberto. O secretário-adjunto acredita que já na próxima segunda-feira (7) os nomes das equipes de transição sejam publicados em Diário Oficial do município. "Nós vamos aguardar a indicação dos nomes por parte do Emanuel e acredito que até segunda já temos esses nomes por parte dele para que possamos publicar oficialmente a equipe de transição. A comissão deve ter uns 10 nomes, cinco nosso e cinco deles", explicou. "Desde a semana passada estamos já conversando com os demais secretários para que façam os primeiros levantamentos de cada Pasta e assim que a equipe estiver oficializada vamos ter uma estrutura na prefeitura para trabalharmos diariamente. O prefeito Mauro Mendes nos pediu transparência total nesse processo", afirmou. Além do processo de transição, outros assuntos também devem ser abordados, sendo a CAB Cuiabá um deles. Pinheiro não concorda com a permanência da concessionária na Capital, tendo em vista a situação dos serviços de abastecimento de água e rede de esgoto. Sua intenção é encerrar o contrato com a empresa assim que assumir o comando do Palácio Alencastro. Em seu entendimento, houve caducidade do contrato. O atual prefeito, Mauro Mendes, por sua vez, analisa a possibilidade de manter a CAB na administração dos serviços de saneamento do município. Isto porque três instituições financeiras que são credoras da concessionária manifestaram interesse em controlar o serviço na capital. Trata-se do BNDES, o banco Votorantim e o Bradesco.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você acha da decisão da CPI do Paletó de pedir o afastamento do prefeito?
Ele tem que ser afastado
Ele tem que ser cassado
Ele é inocente
Tanto faz
PARCIAL