NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 07 de Julho de 2020
Primeira Página
Quinta-feira, 03 de Novembro de 2016, 20h:52

OPERAÇÃO VENTRÍLOQUO

Ex-chefe de gabinete vira réu

O ex-chefe de gabinete do deputado estadual Romoaldo Junior (PMDB), Franscisvaldo Mendes Pacheco, se tornou réu em uma ação penal oriunda da segunda fase da operação Ventríloquo, denominada de "Filhos de Gepeto". A juíza Selma Rosane Santos Arruda, responsável pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá, recebeu a denúncia contra o ex-servidor da Assembleia Legislativa, que encontra-se preso no Centro de Custódia de Cuiabá há pouco mais de um mês. “Desta forma e, ainda, verificando não incidir nenhuma das hipóteses previstas no artigo 395 do CPP, recebo a denúncia oferecida pelo Ministério Público em face de Francisvaldo Mendes Pacheco qualificado às fls. 02, por satisfazer os requisitos legais, vez que amparada em indícios de autoria e materialidade, conforme documentos angariados na fase inquisitorial, os quais se encontram devidamente acostados aos autos”, diz trecho da decisão. A Ventríloquo investiga um rombo de aproximadamente R$ 10 milhões no Parlamento estadual, através de fraude no pagamento de passivos da Casa de Leis junto com o HSBC. Conforme a denúncia, Francisvaldo recebeu pouco mais de R$ 300 mil com o esquema. O Ministério Público Estadual também investiga a participação de deputados estaduais. Isto porque, as investigações apontaram que aproximadamente 45% do valor retornaram para membros da Assembleia Legislativa. No acolhimento da denúncia, a magistrada dá um prazo de 10 dias para que o acusado manifeste sua defesa prévia.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL