NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 11 de Julho de 2020
Primeira Página
Quinta-feira, 03 de Novembro de 2016, 20h:51

Folha salarial cresce R$ 1,4 bilhão em 2017

Diante da crise econômica com efeitos longe do fim e acréscimos na folha de pagamento que deverão ser concedidos em razão de leis aprovadas no passado que autorizam reajustes de leis de carreira, o governo do Estado não descarta a possibilidade de parcelar novamente em 2017 a RGA (Revisão Geral Anual) dos servidores públicos estaduais. De acordo com o secretário de Estado de Gestão, Júlio Modesto, a folha salarial a partir de 2017 poderá ser acrescida de R$ 1,4 bilhão. Isso se deve aos pagamentos pendentes da reposição inflacionária deste ano que deverá ser paga somente em 2017 e concessão dos aumentos concedidos por leis de carreiras aprovadas nas gestões anteriores. Atualmente os salários dos servidores públicos consomem aproximadamente R$ 7,2 bilhões anuais. Em meio à crise financeira, o Estado ainda luta para se adequar aos limites estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que determina que o Estado pode gastar no máximo 49% da sua receita com folha de pagamento. Atualmente, o limite está em 50,61%. “Existe uma programação da RGA deste ano que foi parcelada. E existe uma margem de expansão pequena para a folha no ano que vem. Temos que lembrar que essa margem tem que incorporar não só RGA, mas também aumentos das leis de carreira, crescimento vegetativo da folha. Todos esses eventos, somados, elevam a folha em mais de R$ 1,4 bilhão”, afirmou. O secretário Julio Modesto ainda acredita que o cenário econômico do Brasil está melhorando gradualmente, o que permitirá incremento da receita do Estado. “Existe possiblidade de melhoria, se você vir a previsão para o PIB do ano que vem, já há uma melhora. Este ano a perspectiva melhorou, o déficit vai diminuir, e ano que vem a tendência é que tenha melhora”, comentou.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL